As aventuras de Sophia

– Princesa Sophia, cuidado!

Sophia se abaixou antes que a bruxa má conseguisse lançar o feitiço para congelá-la para sempre. Mas, não ter sucesso a deixou com raiva. A bruxa se transformou em dragão e soprou fogo na princesa que correu para trás da torre.

– Felipe, atrás de você!

Alertou Sophia quando a bruxa tentou queimá-lo também. Ele estava tentando vencer o ogro, que assim que percebeu a intenção da bruxa, correu. Felipe virou a tempo de se proteger contra o fogo com o escudo. Com dificuldade conseguiu ir até a princesa e levá-la para seu cavalo, que o esperava ali perto.

– Te esperarei embaixo da cachoeira, no refúgio dos fadas!

Dizendo isso, a princesa cavalgou para longe daquele lugar sombrio. Para longe da Bruxa má, que a muito tempo a mantinha presa. Felipe, voltou. Enfrentou o dragão. Fez tudo para tirar os poderes da bruxa. Não foi fácil. Ainda mais com ela transformada em dragão.

Era preciso acertar a pedra brilhante que ficava no meio do seu peito. O príncipe lutou e lutou. Quebrado seu amuleto, a bruxa se transformou na velha mais feia do reino inteiro. O príncipe a mandou embora e avisou:

– Nunca mais volte!

Todas as criaturas estavam livres da bruxa má, que havia mandado os pais de Sophia, o rei Jorge e a rainha Margarida, para outro mundo e aprisionado a princesa na torre mais alta do castelo. Felipe foi ao encontro de Sophia. E quando eles se beijaram, o cordão de Sophia brilhou. Seu amuleto brilhou tanto que todo o reino voltou a ser florido e verde. Tinha sol e as pessoas sorriam.

Sophia estavam no meio da cerimônia de coroação quando Felipe…

– Sophia, vem comer.

Sophia saiu da caixa da nova máquina de lavar roupa da mãe e foi lavar as mãos para almoçar. Tem três aninhos e adora histórias de princesas.

Anúncios
Post anterior
Post seguinte
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: