Fichamento “Facebook Marketing” de Camila Porto

” Quando pensamos em Marketing Digital, as mídias sociais ocupam um lugar de estaque. Porém, nem todas se destacam tanto atualmente quanto o Facebook. Com mais de 72 milhões de usuários cadastrados no Brasil, a rede social se tornou o centro das atenções de usuários e marcas, que veem neste canal uma grande oportunidade para fazer negócios, vender mais e interagir.” p. 9

“Temos ainda um pensamento obsoleto de algumas empresas, focado na utilização do Facebook como mais uma ferramenta de propaganda, mais barata que a mídia de massa, por exemplo. Entretanto, esse é apenas um ponto do problema.” p. 9 -10

“Muitas empresas ainda não adotaram o modelo de pensamento coletivo e a possibilidade de identificar oportunidades simplesmente conversando com seus clientes nas mídias sociais. Em linhas gerais, elas não levaram para dentro de suas estruturas, físicas e organizacionais, uma forma mais dinâmica e colaborativa de se comunicar. Vemos iniciativas do setor de Marketing e Comunicação de algumas empresas que sabem da importância do Facebook para seus negócios.” p. 10

“O marketing boca-a-boca é uma grande arma para sua empresa decolar. No Facebook isso é ainda mais forte, tendo em vista que milhões de pessoas acessam e interagem com amigos, colegas e empresas na rede social. Porém, para gerar este marketing tão importante, é preciso que sua empresa se preocupe em gerar engajamento. É a partir do engajamento que ela será vista, recomendada e querida pelos seus fãs. Não podemos esquecer que as mídias sociais são canais de relacionamento e relacionamento carrega um objetivo: vender mais ou vender melhor.” p. 12

Capítulo 1

“Apenas como curiosidade, somos mais de 94 milhões de brasileiros conectados à Internet, sendo 52,5 milhões, usuários ativos. Em dezembro de 2012, os brasileiros gastaram em média 43 horas e 57 minutos navegando na internet. Quando o tema é mobile, já somos 52 milhões de usuários com conexão à Internet pelo celular.” p. 17

“Exatamente por termos um ‘bolo’ (Internet) tão grande e com tanto ‘recheio’ (conteúdo), o conteúdo é Rei. Se sua empresa não produzir conteúdo diferenciado e que atraia a atenção dos seus fãs ou dos seus consumidores, o seu ‘recheio’ não terá o mesmo apelo e vontade de ‘comer’ que outros conteúdos disponíveis online.” p. 19

“O engajamento deriva, em sua maioria, de um bom conteúdo. Entender o que é relevante para seu fã é a chave do sucesso. Porém, tenho uma boa e uma má notícia para você. A má notícia é que não é tão simples assim acertar no conteúdo a ser postado no Facebook. Você precisará testar e mensurar suas ações para conseguir chegar a dados e informações que irão ajudar nesta tarefa. A boa notícia é que o próprio Facebook oferece uma ferramenta para mensurar seus resultados: o Facebook Insights.” p.20

“Caso você não esteja familiarizado com as métricas do Facebook Insights, assista o vídeo “Novo Facebook Insights7” disponível em meu canal no YouTube (http://www.youtube.com/user/pontocomteudo).” p. 21

CITAÇÃO: O termo Banner Blindness, cunhado por Jakob Nielson, em 1997, deriva de um estudo de mapas de calor onde o autor identificou onde os usuários de um site mais olham e onde eles evitam olhar em um site. Nielson descobriu que além das pessoas não olharem para os banners, elas evitavam olhar para os lugares onde os banners poderiam estar. “Desta maneira, inconscientemente, desenvolvemos uma capacidade especial de ignorar a publicidade enquanto navegamos pela internet.” p. 22 – 23

“Em linhas gerais, o EdgeRank é uma forma utilizada pelo Facebook para definir, automaticamente, o que é mais relevante para nós, usuários, na rede social. Desta maneira, ele monitora tudo o que fazemos no Facebook, como:

1. Os links que clicamos; 2. As fotos que vemos; 3. Os conteúdo que curtimos, Compartilhamos, comentamos; 4. As páginas que acessamos; 5. Os aplicativos que usamos.

Enfim, todas as suas ações no Facebook são monitoradas pelo EdgeRank. Assim, o Facebook sabe com que pessoas, páginas e aplicativos, por exemplo, você mais interage e, consequentemente, exibe mais informações para você dessas pessoas ou empresas. Isso acontece porque o Facebook quer que sempre tenhamos conteúdo interessante em nosso Feed de Notícias. Ao aplicar este filtro baseado em nosso comportamento, é possível exibir apenas coisas que temos mais tendência a gostar e a interagir.” p. 25 -26

“Na perspectiva das empresas, o EdgeRank é uma forma do Facebook exigir que haja uma grande preocupação com a qualidade do conteúdo. Qualidade diz respeito ao quanto os fãs dessa empresa gostam desse conteúdo.” p. 27

“Na prática, o funcionamento do EdgeRank é simples: quanto mais seus fãs interagirem com seu conteúdo, curtindo, comentando, clicando nas suas imagens, mais relevante você será para essa pessoa. Como o Facebook monitora todas essas ações, seu EdgeRank para com ela será elevado e, consequentemente, seu conteúdo aparecerá com mais intensidade em seu Feed de Notícias.” p. 30

“Além de outras páginas, não devemos esquecer que o Feed de Notícias também contém publicações de nossos amigos, familiares e pessoas públicas que seguimos. Por isso, seu conteúdo precisa ser realmente interessante para seus fãs, caso contrário, com o passar do tempo, uma pequena porção das pessoas que curtem sua página verão suas postagens.” p. 31

“Os Feedbacks Negativos são um indício da aceitação ou não do seu fã ao seu conteúdo. Além disso, eles podem ser determinantes para os demais fãs da sua página receberem ou não o que você publica. Desta maneira, o Facebook força ainda mais as empresas a produzirem conteúdo relevante e que engaje sua audiência.” p. 35

Capítulo 2

“Não adianta produzir um bom conteúdo se ninguém ou vê, compartilha ou interage.” p. 39

“Engajamento de Propagação diz respeito a ações que geram a replicação das mensagens postadas por uma página, ou seja, quando um fã curte, comenta ou compartilha, promove a propagação da mensagem aos seus contatos. Ao receber o conteúdo vindo de amigos, outros usuários podem compartilhá-lo, mesmo não sendo fãs da página.” p. 40

“Quando falamos em Engajamento de Propagação, o Alcance é o fator mais importante. Quanto mais pessoas propagam nosso conteúdo, mais pessoas impactamos e, consequentemente, nossa página se torna mais visível para pessoas fora da nossa base de fãs.” p. 44

“O Engajamento de Propagação é o mais valorizado pelas empresas no Facebook. Isso porque ele gera visibilidade e exposição da marca. Isso, obviamente, é ótimo, pois quem não é visto não é lembrado.” p. 45

“Quando você investe em SEO, não o faz apenas para ser o primeiro no Google e pronto. A maioria das pessoas que buscam essa posição sabe que o primeiro lugar é o que recebe o maior número de cliques e, consequentemente, leva mais pessoas para seu site.” p. 46

“O Engajamento de Ação diz respeito às ações dos usuários frente ao seu conteúdo, mas que não geram o compartilhamento com sua rede. Em linhas gerais, o Engajamento de Ação mede o quanto seu conteúdo gera interesse por parte dos fãs e os faz clicar em suas postagens.” p. 46

Capítulo 3

“Hoje, mais do que nunca, temos concorrência. A Internet expandiu de tal forma as oportunidades de negócio, que empresas de qualquer lugar do  mundo podem ser suas concorrentes. Por isso, é muito importante acompanhar os passos da concorrência onde for possível. Desta maneira, você sempre estará atento e pode “mover as peças” antes deles.” p. 54

“A média de alcance no Facebook é de 16%, ou seja, em média, todas as páginas conseguem alcançar 16% dos seus fãs. ” p. 59

“Conquistar fãs é importante, mas se você conseguir engajar os que já possui, seus fãs engajados se encarregarão de trazer fãs de qualidade para sua página.” p. 61

“Mesmo que alguém reclame da sua empresa, tome muito cuidado para não cair na tentação de apagar comentários negativos. Sempre responda com educação e tente resolver o problema, veja uma reclamação sempre como uma oportunidade de melhorar. Penso que “melhor um cliente que reclama, do que um que não fala nada, mas vai comprar do concorrente”.” p. 62

Capítulo 4

“Na Era da Informação, a palavra de ouro para conseguir resultados é RELEVÂNCIA. Com um mundo de conteúdo a um clique de distância, os que entregarem o mais relevante e que chame mais a atenção de seus potenciais consumidores, serão os lembrados e escolhidos.” p. 68

“Perguntar ao seu consumidor o que ele quer saber é uma forma interessante e fácil de identificar demandas de conteúdo. Use o Facebook para saber o que ele quer e avalie o que ele gosta.” p. 72

“Não existe regra para o que postar no Facebook. Você precisa postar o que seu consumidor quer e ponto. Como saber o que ele quer? Simples, mensure o desempenho das suas postagens.” p. 74

“Apesar de defender que conteúdo relevante é o que seu cliente que consumir, é muito importante que sua empresa tome cuidado para não deixar de lado algo extremamente importante: a reputação da sua marca. Em muitos casos, em troca de um punhado de curtir e compartilhamentos, empresas de todos os portes dão preferência a determinados tipos de conteúdo que chamo de “conteúdo sem conteúdo”. Isso significa que em busca apenas de engajamento, empresas focam em conteúdo que nem sempre diz respeito ao seu mercado. Em algumas páginas de negócios, não é difícil encontrar bebês, animais fofos, frases, ou memes. Isso, sem dúvida gera muito engajamento, mas precisa ser usado com moderação. Como você pôde observar, precisamos de engajamento no Facebook, pessoas curtindo, clicando, assistindo, consumindo nosso conteúdo. Sem dúvida, apenas conteúdo comercial não será muito interessante. Por isso, é vital variar o conteúdo, mas com muita atenção.” p 80

“Conteúdo sem conteúdo pode prejudicar sua marca e conteúdo muito institucional pode prejudicar seu engajamento. Saber fazer os dois andarem juntos com harmonia e resultados é o nosso maior desafio como profissionais. Não há problema algum em compartilhar conteúdo divertido. Contudo, não fuja muito do escopo do seu negócio. Algumas empresas de notícias apostam na fórmula: informação + entretenimento. Por isso, mesclam entre conteúdos mais sérios e informações mais divertidas ou curiosas. Você pode aplicar isso em sua empresa.” 82

Capítulo 5

“A busca apelo engajamento em sua página precisa começar no foco em fãs que estão interessados em seu conteúdo. Como vimos até então, o Feed de Notícias funciona como a evolução das espécies: apenas os mais fortes sobrevivem. […] Por isso, o primeiro passo é foco em fãs de qualidade. A partir do momento que você tiver uma comunidade que realmente quer ouvir o que você tem a dizer, os resultados aparecerão.” p. 87

“Mesmo com bom conteúdo, sabemos que é difícil agradar a todos. Mas, com algumas estratégias muito simples, sua empresa pode conseguir mais visibilidade. Você já sabe O QUE, COMO e QUANDO postar, basta ajustar algumas coisas para melhorar a resposta dos seus fãs.” p. 87

“Postar conteúdo curto gera, em torno de 60% mais engajamento.” p. 88

“Postar fotos no Facebook é uma boa ideia por três motivos: este tipo de conteúdo tem mais peso para o EdgeRank, possui mais visibilidade no Feed de Notícias e, em média, esse tipo de conteúdo rende mais de engajamento.” p. 89

“Pense sempre em como conquistar a atenção do seu fã e fazê-lo interagir com seu conteúdo. Lembre-se que “A chave do êxito em marketing é encontrar uma forma eficiente de fixar uma palavra na mente do cliente potencial” (Al Ries, Jack Trout).” p. 86

Capítulo 5

“O conceito de Omni-channel define o futuro do mercado varejista nacional e internacional, no qual todos os canais de uma marca (web, lojas físicas, celulares e outros) são integrados para atender o consumidor onde ele estiver.” p. 99

“[…] é importante que você tenha uma visão global da sua empresa, não só no Facebook, mas em toda a web. É muito comum vermos pessoas que reclamam na fan page de uma empresa no Facebook, mesmo sabendo que ela tem um canal de atendimento no site. Isso acontece porque é no Facebook que essas pessoas estão e é por este canal que elas querem se expressar.” p. 100

“Foque na manutenção dos seus fãs, além de conquistar novos. Assim, você terá seu grupo de clientes que sempre estarão em contato com sua loja, produto ou serviço.” p. 101

Conclusão

“Utilizar o Facebook e seus recursos para ser encontrado, criar proximidade e engajamento, reputação e vendas. Tudo isso é possível com a ajuda do Facebook. Usar o Facebook como uma arma auxiliar em suas estratégias é mais do que uma possibilidade, dependendo do seu segmento, ele pode ser uma obrigatoriedade. Independentemente do seu ramo, pense no Facebook como um canal de relacionamento e troca com seus fãs e clientes.” p. 111

“1. Crie conteúdo para atrair pessoas para seu blog, site ou fan page;

2. Crie reputação, com conteúdo relevante e Engajamento de Propagação;

3. Leve essas pessoas para o seu funil de vendas e transforme fãs em clientes, focando no Engajamento de Ação;

4. Supere as expectativas delas, transforme clientes em fãs, pessoas que vão amar sua empresa!” p. 113

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: